sábado, 30 de outubro de 2010

About your freedom



Que faço se ainda ouço teus passos
No vazio da noite, no meio
De todos os teus medos infundados?


Eu. Apenas eu. Por perto...


Longe de todas as jaulas de concreto
Que restringem os teus saltos,
Deito, sinto o chão, te beijo, chamo...


Eu vejo a sombra dos teus cabelos
Nas esquinas. Sinto o teu frio no vento
Forte que te leva sem destino


Eu ilumino o teu caminho
Com um desejo.


Me perco, não como, não durmo, jamais
Me cubro de neve e deliro
Eu juro que não te quero
E ainda grito teu nome
Em sonho... eu morro um pouco
Mas não te sigo.


Tu cortas os laços, serras os punhos
Todas as noites e dias
Em nome de algo ainda sem nome
Que sentes na alma e que eu bem conheço...


Tu pagas o preço do recomeço
E quem pode dizer que tu erras?


Ainda que saibas que ao te sentir
Passando... passando por mim... me firo,
Não pares. Prossiga e abrace
Tua liberdade que eu abomino
E admiro


5 comentários:

SENHOR ÁSGARÐ disse...

Oi minha menina linda!

Estava relendo esse texto agora de manhã e só tenho uma palavra pra dizer sobre ele: FANTÁSTICO!

É incrivel como você consegue buscar as palavras certas, palavras essas que nos remete aos sentimentos mais intensos, aos desejos mais fortes...

A cada texto você se supera ainda mais!

Parabéns minha pequena!
Que essa inspiração JAMAIS acabe e que você continue SEMPRE a nos presentear com teus textos!

SENHOR ÁSGARÐ

tavi de ÁSGARÐ disse...

Obrigada, Dono!

*fiquei vermelha* rs

josie disse...

Flor, lindas suas palavras, como sempre vc é perfeita! vc escreve com sentimentos é gostoso lê-la. BEIJOOO

tavi de ÁSGARÐ disse...

Delicia vc ter gostado, josie!!!!!!!

mil beijos pra ti.

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

tavi de ASGARD e SENHHOR ASGARD,

Um novo ano de 2011 maravilhoso pra voces!!!!!

Tudo de muito, mais muito mesmo de realizações e sucesso!!!

Beijos carinhosos,
ÍsisdoJun

tavi