segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Inevitável...

*
Eu quero sentir. Eu me devo isso!
E quem for amigo, não fale mal...
Não tente entender nem formule teorias.
Não analise demais, nem finja que não viu.
Não discuta em pequenas rodas o que faço.

Nem eu me alcanço,
Porque tens que me alcançar?
Não sinta pena e nem inveja.

É que quem deseja, não pode evitar.

E agora que o futuro chega
E realiza os devaneios do passado
Amor, me encante, como me tens encantado

Como brilhou nos sonhos, brilha ao meu lado!



3 comentários:

Pépe disse...

Oi querida!
Que poema lindo!
E a escolha da foto não poderia ter sido melhor!

Beijos pequeninha
Pépe

Anônimo disse...

Lindo!


[Denise]

Sarinha disse...

Lindo.

Amigo que é amigo não faz coisas assim, apenas entende e aceita.

Amigo que é amigo apenas aplaude, sorri e chora. Amizade pra mim é isso... Vibrar junto.

É.. Amigos hoje são poucos.
Acho que faço meus os seus votos rs.

Beijos pequena!

tavi